Valor Nutritivo

CASTANHA DE CAJÚ – SUPER ESTRELA NUTRITIVA

Muito antes dos portugueses chegarem ao Brasil, a castanha de caju já era consumida como alimento pelos povos nativos da América do Sul e da América Central.

Contudo, apesar das suas reconhecidas propriedades nutritivas, a castanha de caju sofreu restrições durante o século passado devido a orientação nutricional então predominante, que privilegiava os alimentos de origem animal, em detrimento dos alimentos de origem vegetal e recomendava aos consumidores evitarem alimentos possuidores de propriedades negativas. Dentre estes, foi incluída a castanha de caju, sob a alegação de que ela continha um elevado teor de gorduras.

Durante este período muitas pessoas deixaram de comer castanha de caju, por não terem sido esclarecidas de que existem gorduras ruins e gorduras saudáveis. Ruins, são as chamadas gorduras saturadas, nocivas ao sistema cardiovasacular porque elevam os níveis de LDL, o chamado mal colesterol, que contribui para o aumento do risco de doenças cardíacas. Saudáveis, são as gosduras não saturadas, que aumenta os níveis de HDL, conhecido como o bom colesterol, que protege o coração e proporciona vidas mais longas e sadias.

A partir do final do século, porém, esse critério de seleção de alimentos com base no conteúdo negativo dos mesmos foi consideradoimprocedente substituido por uma nova orientação nutricional que o consumo de alimentos saudáveis, figurando entre os mesmos a castanha de caju, considerada pelos americanos como uma das “super estrelas nutritivas”, por ser altamente benéfica para a saúde, conforme atestam as pesquisas mais rescentes.

Essa ascensão do prestígio nutricional da castanha de caju em várias partes do mundo, decorre do reconhecimento da comunidade científica de que as gorduras não saturadas, das quais a castanha de caju é extremamente rica, são fundamentais para a saúde do coração.

Além disso, em sua composição química a castanha de caju contém proteínas, carboidratos, ferro, cálcio, fósforo e sódio, bem como vários tipos de aminoácidos com destaque para o argimino, que desempenha importante papel no combate ás doenças cardíacas, pois se converte em óxido nítrico, cuja função é alargar as artérias e diminuir a pressão sanguínea, evitando assim ataques cardíacos fatais.

Existem também alguns estudos baseados em pesquisas recentes, que dizem que as nozes, entre elas a castanha de caju, são ricas em fitoquímicos e fitoesterois, que podem ter propriedades anticancerígenas.

Outros estudos, demonstram ainda o potêncial da castanha de caju para ajudar as pessoas a atingirem e manterem as suas metas de perda de peso, fato que veio a ser confirmado por pesquisas feitas em universidades americanas.

Por todos esses fatores é que os especialistas afirmam que a castanha de caju, por suas propriedades altamente benéficas para a saúde, é recomendada para uma dieta saudável e balanceada.

Vale lembrar, finalmente, a opinião de um especialista americano, de que “os alimentos consumidos hoje determinarão a saúde do nosso coração amanhã”. (Marin Thompson, Tufts Daily).

Copyright © 2017 Sindicaju : Ceará .
Av. Barão de Studart, 2360 - 4º andar - salas 404/405 - 60.120-0020
Telefones: [85] 3246 7062 / [85] 3426 0497
Fale conosco: sindicaju@sindicaju.org.br

TI/SFIEC